Introdução do trabalho científico: simples passo a passo

Escrever a Introdução de um trabalho científico é mais fácil que parece…

 

Autora: Anna Carolina Parracho Motzko Soares

 

Não é de hoje que os estudantes possuem uma preocupação enorme na hora de escrever a introdução de um trabalho acadêmico ou de um projeto de pesquisa. “Por onde eu começo?” é um exemplo de pergunta recorrente quando tratamos desse assunto.

Mas, afinal, qual a forma mais adequada de organizar e qual conteúdo inserir na seção que serve de base para o entendimento de todo um trabalho?

Primeiramente, para que se tenha uma introdução robusta, é necessário realizar uma boa revisão de literatura. Essa seção do trabalho é composta por conceitos e dados existentes na literatura relacionados ao tema que você escolheu.

É importante frisar que uma introdução bem elaborada é muito útil no desenvolvimento da discussão do trabalho, quando da finalização do projeto científico, momento em que as hipóteses estabelecidas serão defendidas ou refutadas, e no qual os resultados serão comparados ao que já foi publicado na literatura. 

Sendo assim, há um passo a passo bastante simples para a organização do conteúdo da introdução, de forma que o leitor possa acompanhá-la e compreendê-la sem qualquer problema:

  1. Fale sobre aquilo que é conhecido: os primeiros parágrafos devem trazer os principais conceitos e todas as informações necessárias e já estabelecidas para que o leitor entenda o trabalho que virá na sequência. Lembre-se que qualidade de conteúdo é mais importante do que quantidade. Não adianta ter uma infinidade de páginas se o necessário não estiver ali;
  2. Fale sobre o que é desconhecido: após mostrar o que a literatura já possui sobre aquele tema, traga a lacuna, a pergunta que ainda não foi respondida (e que você pretende responder com seu trabalho). Essa parte vai valorizar seus objetivos;
  3. Hora de escrever sobre suas hipóteses: com base na revisão de literatura, é possível ter ideias sobre possíveis respostas para a sua pergunta de pesquisa. Com base nas referências que você já consultou, explique suas suposições;
  4. Finalize a introdução com o seu objetivo: chegando ao parágrafo final, explique o que pretende fazer (ou que fez, em caso de trabalhos concluídos) para responder sua pergunta – lembrando que resultados e conclusões não são escritos na introdução.

Uma dica final, para que você não perca tempo, é deixar para escrever a introdução da sua dissertação ou tese somente após a conclusão do trabalho e dos experimentos, pois seus resultados podem requerer novas pesquisas e a adição de referências adicionais ao texto. 

 


Outras Matérias

Saiba como a utilização terapêutica da música pode melhorar a qualidade de vida dos pacientes

Como a música pode ajudar no tratamento de pacientes?   Autora: Monique Binotto   A musicoterapia é uma prática que […]

Saude em geral 21 de janeiro de 2020

Será que conhecemos todos os efeitos da luz solar na pele?

Qual a importância de se proteger da luz visível para evitar o envelhecimento precoce da pele?   Autora: Estela Pannuti […]

Saude em geral 14 de janeiro de 2020

Cigarros eletrônicos – quais seus benefícios e malefícios?

Substituir o cigarro comum pelo eletrônico – qual o impacto na minha saúde?    Autora: Renata Bendit   A polêmica […]

Saude em geral 6 de janeiro de 2020

A partir da qual índice UV (ultravioleta) devemos nos proteger da radiação solar?

Consulte o índice UV antes de sair de casa   Autora: Estela Maia Bellini Pannuti   O índice UV (IUV) […]

Saude em geral 1 de dezembro de 2019