5 maneiras de prevenir pedras nos rins

Como selecionar os alimentos para evitar a formação de cálculos renais?

 

Autora: Ana Tavela

 

Se você já teve pedra nos rins, com certeza foi uma experiência inesquecível. A dor insuportável que chega em ondas quando seu corpo tenta expelir a pequena pedra através na uretra.

Infelizmente para muitas pessoas, ter um episódio desses não é um fato isolado: cerca de metade das pessoas que já expeliram uma pedra dos rins acabam por formar mais cálculos dentro dos 7 anos seguintes, caso não tome medidas preventivas. 

Prevenir pedra nos rins não é complicado, mas requer um certo esforço e determinação.

As pedras nos rins se formam quando certos compostos químicos se tornam muito concentrados na urina a ponto de formarem pequenos cristais. Esses cristais crescem e formam massas maiores (pedras), e estas podem iniciar seu caminho pelo trato urinário. Caso a pedra bloqueie o fluxo da urina, ficando presa no canal do ureter (canal urinário entre o rim e a uretra), isso pode causar muita dor.

A maioria das pedras são formadas quando o cálcio se combina com oxalato ou com fósforo. Pedras também podem se formar de ácido úrico, formado quando nosso corpo metaboliza proteínas.

Mas afinal, como evitar as pedras nos rins?

Prevenir as pedras significa prevenir as condições que favorecem sua formação. A Dra. Melanie Hoenig, professora assistente de Harvard dá as seguintes recomendações:

Beber muita água: Beber água dilui as substâncias na urina que formam as pedras. O ideal é beber quantidade suficiente de líquido para eliminar 2 litros de urina por dia. Seria tomar cerca de 8 copos de 240 mL de água por dia. Pode-se também incluir algumas bebidas cítricas como limonada e suco de laranja. O citrato nestas bebidas ajuda a evitar a formação das pedras. 

Consumir quantidades adequadas de cálcio: Consumir pouco cálcio na sua dieta pode causar um aumento dos níveis de oxalato e isso causar a formação das pedras. Para evitar isso, tenha certeza que consome quantidade suficiente de cálcio para sua idade. O ideal é obter cálcio através da alimentação, uma vez que alguns estudos relacionam o uso de suplementos de cálcio com pedras nos rins. Homens acima de 50 anos devem consumir 1000 miligramas (mg) de cálcio por dia, em associação com 800 a 1000 unidades internacionais (UI) de vitamina D para ajudar o corpo a absorver o cálcio. É possível ingerir o cálcio através da alimentação, consumindo alimentos como por exemplo: leite, queijo, iogurte, sementes de chia, gergelim, sardinha, salmão, lentilha, feijão, couve, amaranto, tofu e edamame. Já para a vitamina D é importante uma exposição ao sol por pelo menos 30 minutos diariamente para termos níveis adequados.

Reduzir a ingestão de sódio: Uma dieta rica em sódio pode ser a causa da formação das pedras nos rins, pois aumenta a quantidade de cálcio na urina. Uma dieta baixa em sódio é recomendada para pessoas que tenham tendência à formação de cálculos renais. Alguns guias atuais sugerem limitar o total de sódio a 2300 mg por dia. Mas se o sódio contribuiu para formação de pedras anteriormente, a ingestão diária não deve ultrapassar 1500mg. Diminuir sódio também será uma boa medida para sua saúde cardiovascular. 

Diminuir a quantidade de proteína animal: Comer muita proteína animal, como carne vermelha, frango, ovos e frutos do mar aumenta os níveis séricos de ácido úrico e pode levar à formação de cálculos renais. Uma alta ingesta de proteínas animais também leva a uma redução dos níveis de citrato, o composto na nossa urina que ajuda a prevenir a formação das pedras. Se você tem tendência a formar pedras nos rins, limite seu consumo diário de proteína animal para não mais que uma porção do tamanho de uma palma da sua mão aberta.

Evitar alguns alimentos que favorecem a formação das pedras: Beterraba, chocolate, espinafre, ruibarbo e a maioria das castanhas e nozes são ricas em oxalatos. Refrigerantes que contém cola são ricos em fosfato. Tanto oxalatos quanto fostafo podem contribuir para a formação de cálculos. Caso tenha predisposição, vale limitar o consumo destes alimentos. Para quem nunca teve pedra nos rins, é improvável que estes alimentos em específico, causem pedra nos rins, a não ser se consumidos em quantidades muito altas. 

Alguns estudos mostram que homens que consomem altas doses de vitamina C através de suplementação tem um risco aumentado de formar pedras nos rins. Isso pode ser causado pela conversão de vitamina C em oxalato.

Para saber mais:

https://www.health.harvard.edu/blog/5-steps-for-preventing-kidney-stones-201310046721


Outras Matérias

O que faz o Monitor de Pesquisa Clínica?

O que é necessário para ser um bom monitor de pesquisa clínica?   Autora: Renata Bendit   O monitor de […]

Pesquisa Clínica 12 de outubro de 2019

Os significados das cores dos meses nas campa …

Qual a cor de cada mês do ano?   Autora: Estela Maia Bellini Pannuti   A campanha do outubro rosa, […]

Saude em geral 7 de outubro de 2019

Você sabe o que faz o Medical Science Liaiso …

Afinal, quais são as funções e atividades de trabalho do Medical Science Liaison? Você sabe quais são as funções do […]

Saude em geral 4 de outubro de 2019

5 maneiras de prevenir pedras nos rins

Como selecionar os alimentos para evitar a formação de cálculos renais?   Autora: Ana Tavela   Se você já teve […]

Saude em geral 3 de outubro de 2019