Por que a redação científica é quase tão …

Como transformar meu artigo científico em uma leitura agradável?

 

Autora: Flavia Zanotto

 

A atividade profissional de pesquisador não exige apenas que ele “produza” ciência, ele precisa “escrever” ciência também. 

Em artigos científicos, os autores precisam descrever ou reportar uma ampla gama de atividades de pesquisa. Por exemplo, eles precisam descrever os objetivos da sua pesquisa, consultar outros trabalhos de pesquisa, explicar os procedimentos usados e comparar os resultados do seu trabalho.

E embora uma escrita bem-feita ajude na publicação de ciência não tão boa (sim), má escrita com frequência retarda a publicação de boa ciência.

Os princípios indispensáveis à redação científica podem ser resumidos em quatro pontos fundamentais: Clareza, Precisão, Comunicabilidade e Consistência (CPCC para guardar). Ninguém aprende a escrever bem da noite para o dia, ao passo que não se escreve sem leituras e/ou estudos anteriores.

Abaixo, segue alguns erros cometidos durante a elaboração de textos científicos. 

  1. Sequência confusa

Antes de iniciar, organize um roteiro com as ideias e a ordem em que elas serão apresentadas. Estabeleça um plano lógico para o texto. Só escreve com clareza quem tem as ideias claras na mente.

  1. Frases longas

Frases longas dificultam a leitura e a compreensão do leitor, além de tornar o seu texto muito cansativo. Prefira colocar ponto e iniciar nova frase a usar vírgulas. Na dúvida, use o ponto. 

  1. Palavras ambíguas

Em um texto científico, cada palavra deve traduzir exatamente o pensamento que se deseja transmitir, não deve haver margem para interpretações. Evite utilizar linguagem muito rebuscada ou termos desnecessários.

  1. Personalização de seres inanimados

Este é um erro frequente. Gráficos, tabelas e resultados não são pessoas, por isso, eles não mostram, não indicam e nem apresentam coisa alguma. 

  1. Repetição de palavras

Aqui podemos citar dois erros: quando a mesma palavra é utilizada várias vezes em um parágrafo e a tautologia. A tautologia é a repetição de uma ideia, de maneira viciada, com palavras diferentes, mas com o mesmo sentido, como no caso de “duas metades iguais” e “agrupados conjuntamente.”

  1. Frases em ordem invertida

Prefira frases em ordem direta. Se você não lembra mais das aulas de português do colegial, vamos fazer uma revisão de conteúdo. Na hora de construir as orações, utilize a seguinte estrutura: sujeito + verbo + complementos e/ou adjuntos. Não tem erro.

  1. Cacofonia

Cacofonia é a utilização de palavras com sons desagradáveis. Algumas vezes a leitura das palavras na sequência estabelecida acaba produzindo um som desagradável ou com outro sentido, como em “uma por cada tratamento” (uma porcada). 

  1. Palavras inúteis

Corte todas as palavras inúteis ou que acrescentam pouco ao conteúdo, com ênfase nos adjetivos e advérbios que não irão fazer falta. Isso é para quem escreve literatura…

Utilize apenas palavras precisas e específicas. Dentre elas, prefira as mais simples, usuais e curtas.

Útil? Para isso serve a redação científica que é um serviço que melhora seu artigo…


Outras Matérias

O que faz o Monitor de Pesquisa Clínica?

O que é necessário para ser um bom monitor de pesquisa clínica?   Autora: Renata Bendit   O monitor de […]

Pesquisa Clínica 12 de outubro de 2019

Os significados das cores dos meses nas campa …

Qual a cor de cada mês do ano?   Autora: Estela Maia Bellini Pannuti   A campanha do outubro rosa, […]

Saude em geral 7 de outubro de 2019

Você sabe o que faz o Medical Science Liaiso …

Afinal, quais são as funções e atividades de trabalho do Medical Science Liaison? Você sabe quais são as funções do […]

Saude em geral 4 de outubro de 2019

5 maneiras de prevenir pedras nos rins

Como selecionar os alimentos para evitar a formação de cálculos renais?   Autora: Ana Tavela   Se você já teve […]

Saude em geral 3 de outubro de 2019